Maradona provoca brasileiros em comercial para a Copa; assista

Reprodução

Maradona provocou novamente os brasileiros. Mas desta vez, de uma forma inusitada. O site de vendas Bom Negócio.com o elegeu como garoto-propaganda de uma peça publicitária para a Copa do Mundo.

Na peça de 30 segundos, Maradona aparece como se fosse uma poltrona falando com alguns torcedores brasileiros sentados numa poltrona.

“Eu não quero ver isto”. “Assim não se joga”. “Falta nos argentinos”. “Nós somos os melhores do mundo”. “Ah, mamãe querida, hahahaha” “Argentina, Argentina”, falou Maradona, até ‘desaparecer’. “Fiz um bom negócio”, justificou o torcedor, que vendeu a ‘poltrona Maradona‘.

O site de vendas Bom Negócio.com tem chamado a atenção na escolha dos artistas para as suas propagandas. Cumpadre Washington (vocalista da banda de axé É o Tchan), Supla (cantor), Serginho Malandro (apresentador), Narcisa Tamborindeguy (socialite) foram alguns que já gravaram peças publicitárias para a empresa.

Maradona virá para o Brasil na Copa do Mundo. O maior jogador da história da seleção argentina será comentarista da rede de TV venezuelana Telesur. Segundo o colunista Lauro Jardim, da revista Veja, ele ganhará a quantia de 13 milhões.

VEJA MAIS:
Cerveja faz comercial polêmico sobre a seleção argentina; assista

“Acabo de acertar o contrato mais emocionante da minha carreira. Vai ser futebol com política. Isso é o que eu mais gosto”, disse Maradona ao jornal La Nación em fevereiro, na época em que o contrato foi selado.

Apesar de ironizar os brasileiros neste comercial, Maradona já deu diversas declarações de que pensa que o Brasil será campeão da próxima Copa do Mundo em seu país.

“Sem dúvida, meu favorito é o Brasil, que já demonstrou (seu favoritismo) na Copa das Confederações. Quando os jogadores brasileiros estão devidamente concentrados, creio que são imbatíveis”, justificou el ‘Pibe de Oro’.

Como jogador da seleção argentina, Maradona conquistou uma Copa do Mundo em 1986, no México, e perdeu a final para a Alemanha, no Mundial de 1990, na Itália. Foi neste mesmo Mundial que ele ficou marcado para os brasileiros por ter dado o passe para Caniggia marcar o gol da eliminação da seleção nas oitavas de final.



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com