Há motivos para acreditar em Carlos Alberto, novo reforço do Botafogo?

Há coisas que só acontecem ao Botafogo e há outras que o Botafogo provoca. A instabilidade da equipe após as eliminação no Campeonato Carioca e na Libertadores lançaram grandes interrogações sobre o atual elenco e, como após a Copa do Mundo, espera-se que algumas boas peças deixem o clube, a diretoria está tentando amenizar esse impacto.
Emerson Sheik, por exemplo, foi contratado para isso e já na primeira exibição deixou uma boa impressão. Seguindo essa linha de apostar em jogadores mais experientes, o Botafogo anunciou a contratação de Carlos Alberto.

O meia, que já está com 29 anos de idade, fará a sua segunda passagem pelo Glorioso e terá a obrigação de não só ajudar na reconstrução do clube de General Severiano, como também de si mesmo. A questão é simples: Carlos Alberto não joga nada há anos.

Desde 2005, por exemplo, quando ainda vestia a camisa do Corinthians, Carlos Alberto vem convivendo com lesões musculares que frequentemente atrapalham o seu desenvolvimento. Contratado a peso de ouro pelo Werder Bremen-ALE, em 2007, o jogador não conseguiu demonstrar o futebol esperado também por problemas médicos.

Em 2009, em seu melhor momento após o Corinthians, Carlos Alberto defendia o Vasco e constantemente se via fora do time pelas contusões. Em 2010 (Vasco), 2011 (principalmente pelo Bahia), 2012 (Vasco) e 2013 (Vasco) também não foi diferente: as lesões foram o maior adversário. Tanto é assim que a sua saída do Goiás também está atrelada a esses infortúnios.

Contudo, os problemas físicos não são o único fator que prejudicaram a carreira de Carlos Alberto. Com um gênio forte, o atleta se viu frequentemente envolvido em confusões que lhe deram o título de garoto-problema. Em 2006, no Corinthians o jogador foi afastado do elenco após discutir com o técnico Emerson Leão. Em 2008, no São Paulo, a briga da vez foi com Fábio Santos. Até mesmo no Vasco ocorreram problemas e justamente com o presidente Roberto Dinamite. Resultado: mais uma vez Carlos Alberto saiu de um clube por problemas extracampo.

Apesar disso tudo, Carlos Alberto seria encarado como um reforço mais confiável se, dentro do campo, produzisse resultados positivos como tempos atrás. Mas, desde 2009, quando foi líder do Vasco no acesso à Série A, o jogador de apenas 29 anos não é mais o craque prometeu ser. No Botafogo, ele terá que superar um longo e recente retrospecto ruim.

Dessa forma, as lesões, as confusões e o baixo rendimento são os principais fatores que nos fazem ver Carlos Alberto como uma contratação questionável.

Crédito da foto: Reprodução