Fracasso dos sucessores faz Senna continuar vivo também nas pistas

Senna ainda está vivo, mas não só na cabeça dos seus fãs. A memória do ex-piloto nas pistas de Fórmula 1 do mundo também está viva devido ao fracasso dos seus sucessores brasileiros. Em 20 anos, nenhum compatriota de Senna conseguiu ser campeão.

Os maiores nomes entre os substitutos de Senna são Felipe Massa e Rubens Barrichello. O primeiro ficou perto de se sagrar campeão da Fórmula 1 na temporada 2008, mas perdeu praticamente na última curva para Lewis Hamilton. Já o segundo disputou um ano depois corrida a corrida o troféu contra Jenson Button, mas levou a pior.

DESTAQUES:
Globo faz série equilibrada sobre Senna e mostra até críticas de Galvão
10 Momentos que transformaram Senna em mito na Fórmula 1
Uma lembrança de Ayrton Senna

Barrichello, a meu ver, pagou pela ganância de querer suprir a lacuna deixada por Senna mesmo com pouco tempo da experiência na Fórmula 1. Seus fracassos na categoria foram decepcionando o público brasileiro e arranhando a sua imagem aos poucos.

Massa teve o auge em 2008. A derrota em Interlagos, nas curvas finais, brigando até o último minuto, fez reascender a esperança no público brasileiro de que enfim o título viria após Senna. Chegou a temporada 2009…e…NADA.

Barrichello e Massa não tem culpa. São bons pilotos, dedicados, que foram até mais do que os próprios limites em busca de algo a mais. O ‘problema’ é que Senna acostumou o público brasileiro a sempre vencer. Após a sua morte, nenhum piloto brasileiro conseguiu manter este alto padrão. Este panorama irá se reverter em breve? Duvido!

Veja também: 20 frases inspiradoras de Ayrton Senna:



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com