Erick Silva quer emendar sequência de vitórias no UFC

O brasileiro Erick Silva enfrenta o americano Matt Brown na madrugada de sábado (10) para domingo (11), em Cincinnati, nos EUA, buscando um feito inédito no UFC: desde que chegou à organização, em agosto de 2011, ele nunca venceu duas lutas seguidas.  O evento acontece a partir das 19h30 (horário de Brasília) – o card principal deve começar às 23h (de Brasília).

DESTAQUE
Erick Silva não é só o novo affair de Grazi. Veja do que ele é capaz no UFC

Contra o norte-americano, o capixaba de Vila Velha fará a oitava luta pelo UFC. No octógono mais famoso do mundo, foram quatro vitórias e três derrotas. Na carreira, ele tem 16 vitórias, quatro derrotas e um “no-contest”.

Aos 29 anos, Erick é um dos principais lutador brasileiro na categoria dos meio-médios (77 kg). Ele ocupa a 14ª posição no ranking da divisão. Ou seja: mesmo que vença (e bem) Matt Brown, ele não será escalado contra o campeão Johny Hendricks, a julgar a lógica da lista.

O capixaba é lutador perigoso. Bom de muar thai e faixa preta de jiu-jitsu, é bom tanto na luta em pé quanto no solo. De seus quatro triunfos no UFC, em dois ganhou o prémio de finalização da noite, quando aplicou um mata-leão em Charlie Brenneman no UFC on FX (junho de 2012, nos EUA) e um triângulo em Jason High (na final do TUF Brasil 2, em junho do ano passado).

Mais experiente (tem 33 anos) e mais bem posicionado no ranking dos meio-médios (é o 7º), Brown vem em grande fase. Venceu as últimas seis lutas que fez no UFC. A última derrota aconteceu em novembro de 2011, quando foi guilhotinado por Seth Baczynski.

Não foi o único revés por finalização. Das 11 derrotas do norte-americano, nove foram em chaves ou estrangulamentos. Para um faixa preta da arte suave como Erick, a luta no solo pode ser o caminho das pedras para o 17º triunfo do brasileiro.

Mas Erick precisa ficar atento. Brown é um nocauteador nato. O americano tem 18 vitórias na carreira, 11 foram por nocautes. Dos seis últimos combates que saiu vencedor no UFC, apenas um não terminou com a interrupção do árbitro ou com o rival na lona. Erick é bom na luta em pé, mas às vezes deixa buracos na guarda. O coreano Dong Hyun Kim mostrou com clareza essa falha do brasileiro, ao nocauteá-lo em outubro do ano passado em Barueri.

A luta será o clássico embate entre striker e grappler. Se o capixaba segurar o ímpeto do americano, se defender bem e conseguir levá-lo ao chão, é grande a chance de vitória brasileira por finalização. Mas se der espaço, Erick pode ser nocauteado mais uma vez.

Palpite: vitória de Erick Silva por finalização.

Capturar

Outras lutas do card

UFC FIGHT NIGHT BROWN X SILVA

Card principal
Matt Brown x Erick Silva (peso meio-médio)
Peso-médio: Costa Philippou x Lorenz Larkin (peso médio)
Erik Koch x Daron Cruickshank (peso leve)
Neil Magny x Tim Means (peso meio-médio)
Soa Palelei x Ruan Potts (peso pesado)
Chris Cariaso x Louis Smolka (peso mosca)

Card preliminar
Ed Herman x Rafael Sapo (peso médio)
Kyoji Horiguchi x Darrell Montague (peso mosca)
Yan Cabral x Zak Cummings (peso meio-médio)
Eddie Wineland x Johnny Eduardo (peso galo)
Manny Gamburyan x Nik Lentz (peso pena)
Justin Salas x Ben Wall (peso leve)
Anthony Lapsley x Albert Tumenov (peso meio-médio)

(Reprodução:UFC)



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.