Dono dos Clippers pode lucrar com racismo e sair com R$ 2.2 bi no bolso

Depois da tempestade, vem a bonança. O dono do Los Angeles Clippers, Donald Sterling, depois de ser banido da NBA pelo caso de racismo, pode enfim sorrir um pouco. Ele deve ser obrigado a vender a franquia, e com isso ele vai ter enorme lucro. Seu investimento para comprar o clube californiano, em 1981, foi de R$ 28 milhões. Recentemente, a revista Forbes avaliou o Clippers em R$ 1.2 bilhão.

DESTAQUES
Opinião: Fãs da NBA não podem ser coniventes com caso de racismo
Jogadores do Clippers protestam contra dono racista; assista
Quem pode comprar os Clippers após a saída do dono racista?

Recentemente, os Lakers renovaram seu contrato que empurrou sua receita de TV local de R$ 67 milhões por ano para R$ 447 milhões, um aumento de quase 600%. Se os Clippers conseguirem o mesmo aumento, sua receita de TV pularia para mais de R$ 280 milhões por ano.

Com todos estes fatores se unindo na hora certa, isso vai fazer o Clippers muito mais valioso. Se o time de Los Angeles conseguir renovar o seu contrato, isto irá impulsionar o preço de venda final para mais de R$ 2,2 bi.

No final das contas, Donald Sterling pode ter se dado bem. Apesar de ter sido banido da NBA e ter sua imagem manchada com o caso de racismo, o dono do Clippers vai colocar no banco mais de R$ 2 bi, e poderá comprar outra franquia em outro esporte se quiser.

Capturar444444

 

reprodução: Forbes



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.