Opinião: Corinthians sem graça lidera um fraco Brasileirão

O que dá para tirar de conclusão após três rodadas do Campeonato Brasileiro de 2014? Pouco, muito pouco, quase nada. O líder nos critérios de desempate é um Corinthians sem graça e com preocupação excessiva com a defesa.

O segundo colocado nos critérios é um Cruzeiro que ganhou 100% dos pontos quando atuou com os reservas fora de casa. No único jogo que atuou com os titulares, empatou por 1 a 1 contra o São Paulo. Em casa! O Inter tem feito o seu papel ao vencer em casa e empatar fora. O Goiás fechou a lista dos times com sete pontos ao derrotar o Atlético-MG no Independência e agravar a crise do rival.

Talvez a única projeção possível de fazer é a de que o Cruzeiro, se não for muito longe na Libertadores, tem tudo para disparar no Brasileirão, pois possui um elenco muito mais qualificado que os rivais.

O jogo que mais empolgou na rodada foi o 4 a 2 do Flamengo contra o Palmeiras. O Verdão fez um competente primeiro tempo e abriu 2 a 1, mas relaxou na segunda etapa e permitiu a virada. Se não se qualificar, o time alviverde fatalmente brigará nas posições de baixo da tabela.

À exceção do Corinthians, os times paulistas continuam titubeando neste Brasileirão. O São Paulo não conseguiu ganhar no Pacaembu contra o Coritiba (2 a 2) no sábado. O Santos, que havia encantando e empilhado goleadas atrás de goleadas no Paulistão, não consegue ganhar. Nem perde. Nem faz gols. Está com três pontos e dois empates sem gols em três jogos. Um gol marcado e um sofrido.

Penso que o Brasileirão vai mesmo esquentar só depois da Copa do Mundo. Até lá, é difícil fazer uma previsão concreta. Muita água vai rolar.



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com