Conheça seleções que fizeram história mas que não ganharam Copas

A Seleção Brasileira de 1982 é até hoje lembrada com um grande time que fracassou na Copa do Mundo disputada na Espanha. O rótulo é o mesmo da geração do holandês Johan Cruyff (foto) nos anos 70. Mas Brasil e Holanda não foram os únicos países que lamentaram a queda de grandes equipes em Copas. Confira outras grandes seleções que fizeram história mas não levantaram a taça:

1) Brasil (1982)

 

A equipe comandada por Telê Santana tinha craques do goleiro ao ponta-esquerda. O meio de campo formado por Falcão, Cerezo, Zico e Sócrates encheu os brasileiros de esperança. Mas a Itália, de Paolo Rossi, não se intimidou e despachou a Seleção nas quartas de final por 3 a 2, no jogo que ficou conhecido como “desastre do Sarriá”. A Azzurra avançou até a final e conquistou a Copa da Espanha.

 

2) Holanda (1974)

 

A Laranja Mecânica de Rinus Michels foi revolucionária pelo esquema tático utilizado, em que os jogadores trocavam constantemente de posição e confundiam os rivais. Além disso, o time tinha um craque de outro mundo: Johan Cruyff. Comandados pelo camisa 14, os holandeses supreenderam os adversários na Copa da Alemanha. Entre eles o Brasil, eliminado na segunda fase do torneio pela seleção laranja. Mas na decisão o time não foi páreo para os donos da casa e foi vice-campeão pela primeira vez.

3) Hungria (1954)

Parece estranho pensar que a Hungria já foi uma grande seleção. Mas com atletas como Ferenc Puskás e Sándor Kocsis no time, a seleção europeia foi a surpresa da Copa de 1954, na Suíça. Forte no ataque e com Puskas e Kocsis inspirados, os húngaros foram longe e chegaram a golear a Alemanha Ocidental na primeira fase por 8 a 3 e elimaram o Brasil nas quartas de final. Ironicamente, foram derrotados pelos germânicos por 3 a 2 na decisão.

4) Dinamarca (1986)

 

Logo em sua primeira participação em Copas do Mundo, os dinamarqueses ganharam o apelido de “Dinamáquina” logo na primeira fase do Mundial ao vencer as três partidas, contra Escócia (1 a 0), Alemanha (2 a 0) e Uruguai (6 a 1). Mas na segunda fase, o time deu adeus ao México ao sofrer uma goleada por 5 a 1 para a Espanha. A grande estrela era o meia-atacante Michael Laudrup.

5) Portugal (1966)

Comandados pelo atacante Eusébio e pelo meia Coluna, os portugueses foram a sensação da Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra. Entre as equipes que caíram diante dos lusos, está a Seleção Brasileira. O time parou diante dos ingleses na semifinal, mas conseguiu o 3º lugar após vencer a União Soviética. Eusébio foi o artilheiro da competição, com nove gols.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.