Chefão vê patrocínios nas camisas da NBA em alguns anos

Há quase cinco anos já se fala na necessidade da venda de espaço publicitário nas camisas da NBA. De uns tempos pra cá, o papo começou a ficar sério. Muitas equipes estão no ‘vermelho’, e acreditam que ‘propaganda na camisa’ seja a única saída.

Aos poucos as tradicionais equipes estão cedendo. Primeiro foi na WNBA, Phoenix Mercury e Los Angeles Sparks firmaram acordos para promover os seus patrocinadores em uniformes de jogo. Logo depois, os times da NBA abriram as portas para a venda de espaço publicitário nas camisas de treino.

O comissário e o conselho da NBA estão estudando detalhadamente os prós e contras, porém os donos das equipes gostaram da idéia.

A oportunidade de gerar um fluxo de receita lucrativa está atraindo as equipes. Com estimativas de valor dos anúncios que vão de R$ 60.000 mil reais até mais de R$ 100 milhões, e potencial de se fazer contratos enormes.

E, talvez mais notavelmente, apenas uma questão de tempo.

Durante uma apresentação esta semana na 2014 IMG Congresso Mundial do Esporte, o novo comissário da NBA Adam Silver disse:

adamnba

“É uma idéia cujo o tempo chegou.”

“Isso criaria mais oportunidade para nossos parceiros de marketing, facilitaria a aproximção de nossos fãs e nossos jogadores.”

“Isso nos dá uma oportunidade apenas para ter uma integração mais profunda quando se trata dessas formas de patrocínio.”

Silver acredita que colocando ‘patrocínios’ na camisa, os times podem gerar cerca de mais de R$ 220 mi de reais para os times.

O conceito atual da NBA é permitir que um único patch para cada equipe. Cada adesivo patrocinador seria 6 cm por 6 cm.

 

Assista a opinião da ESPN americana no assunto:



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.