Alecgol: o “cone” que quebra vários galhos no Flamengo

Alecgol

Os primeiros jogos de Alecsandro com a camisa do Flamengo renderam piadas dos rivais na internet, mas, pouco a pouco, o ex-jogador de Vasco, Atlético-MG e Internacional, entre outros, vem mostrando que o clube da Gávea acertou em contratá-lo, apesar do alto salário (na casa dos R$ 250 mil mensais).

Antes batizado como “cone”, tamanha sua inatividade em campo, hoje o jogador atende pelo apelido de “Alecgol”, e já conseguiu deixar Hernane Brocador, queridinho da torcida, como opção no banco de reservas.

São 14 gols em 22 partidas disputadas até agora no ano, os dois últimos na goleada sobre o Palmeiras, e muitas, mas muitas caretas nas comemorações, homenagens ao seu pai, o ex-ponta-direita Lela, campeão brasileiro pelo Coritiba em 1985, e que também celebrava fazendo caretas quando estufava as redes rivais.

DESTAQUES
Clássicos prometem esquentar o domingo do Brasileirão
Damião não é uma boa para o Atlético de Madrid

Para ficar completamente feliz com o novo momento e cair de vez nas graças da torcida, Alecgol só precisa quebrar mais um tabu: o de marcar gols em clássicos.

Até o momento, o atacante participou de cinco com a camisa do Flamengo, mas passou em branco em todos. A próxima oportunidade será na rodada do fim de semana do Campeonato Brasileiro, diante do Fluminense, no Maracanã.

Alecsandro, no entanto, diz não se importar se, mais uma vez, não marcar gols diante de um rival tradicional. Segundo o goleador, “o que importa mais é a vitória”.

 



Redação do Torcedores.com