África do Sul ficou com ‘elefantes brancos’ depois da Copa de 2010

Dos 12 estádios brasileiros que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014, ao menos quatro devem ficar com pouco ou quase nenhum uso após a competição. São os casos de Arena da Amazônia (em Manaus), Arena Pantanal (em Cuiabá), Arena das Dunas (em Natal) e o Mané Garrincha (em Brasília).

O mesmo aconteceu na África do Sul, sede do Mundial de 2010. Das 10 sedes sul-africanas, ao menos seis se tornaram “elefantes brancos”. Apenas o Ellis Park (Johannesburgo), o Loftus Versfeld (Pretória), o Free State (Bloemfontein) e o Royal Bafokeng (Rustenburgo) continuam mais ou menos rentáveis. Mas não por causa do futebol. Nesses estádios, o rúgbi é que salva a lavoura.

Confira a situação nas outras arenas:



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.