Veja o que o Corinthians precisa fazer para sair do 0 a 0

Corinthians

Empatar por qualquer placar com o Atlético Mineiro na casa do adversário pode ser considerado um resultado satisfatório, mas, quando a igualdade é sem movimentação de placar e o time do outro lado do campo é o Corinthians, o sinal de alerta se acende.

Contagiado pela “empatite” desde os tempos em que Tite ainda estava no comando, o Timão sofre com a ausência de gols também com o técnico Mano Menezes, e a solução para colocar um fim aos intermináveis 0 a 0 parece óbvia: demitir o gaúcho.

Mano Menezes há muito tempo não é o treinador de ponta que colecionou títulos com o Grêmio, com o próprio Corinthians, e chegou ao comando da Seleção Brasileira. Mano, ultimamente, não passa de um técnico limitado, sem recursos e sem imaginação para alterar o panorama de um jogo, técnica ou taticamente.

O Corinthians é muito grande para adotar um sistema de jogo covarde e entrar em campo com um atacante improvisado como centroavante, sendo que um jogador de ofício e com história, como Guerrero, estava à disposição. O Corinthians não pode dar prioridade aos volantes marcadores em detrimento dos meias talentosos e ofensivos, e precisa mudar.

Mano Menezes tem uma história bonita no clube, mas é apenas isso: história. O momento pede um treinador que privilegie o toque de bola, a busca pela jogada bonita, pelos gols. O nome deste treinador é Dorival Júnior, atualmente desempregado.

Apesar de não ter desempenhado bons trabalhos à frente de Vasco e Fluminense recentemente, Dorival tem em seu DNA o gosto pelo futebol ofensivo, e faria bem ao hoje limitado e retrancado Corinthians. O caminho para por um fim ao 0 a 0 passa, necessariamente, pela troca de treinador. Chegou a hora do adeus, Mano Menezes.

 



Apaixonado por futebol e esportes em geral.