Vasco tem apagão no Pantanal e liga sinal de alerta

Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br

O Vasco entrou em campo contra o Luverdense na tarde deste sábado, mas demorou muito a engrenar na partida e foi derrotado por 2 a 1.

O Luverdense se aproveitou de mais uma atuação ruim da defesa vascaína. André Rocha, Luan, Rodrigo, Diego Renan e Aranda deram muitos espaços ao rápido ataque do time mato-grossense, sobretudo para Misael.

Em um passe displicente de Aranda, Raul Prata interceptou a bola antes de chegar a Talles arrancou do campo de defesa, passou por Rafael Vaz e Luan e só não marcou um golaço porque Diogo Silva fez boa defesa. No rebote, porém, Reinaldo, livre, completou para o gol, aos 21 minutos.

Atrás no placar, o Gigante da Colina se lançou ao ataque e ficou muito exposto aos contragolpes. Cada arrancada de Misael era um desespero para os defensores vascaínos. Com a bola, o time de Adilson Batista também não conseguia produzir nada. Nem mesmo Douglas e Montoya, jogadores de mais qualidade técnica do elenco, conseguiram sair do óbvio. O meia colombiano, aliás, perdeu um gol feito quando a partida ainda estava zero a zero e foi substituído no intervalo.

Para o 2º tempo, Adilson voltou com W. Barbio e Yago nas vagas de Montoya e Reginaldo. A ideia era dar mais velocidade do time do Vasco, mas quem continuou a correr foi o Luverdense, principalmente com Misael que, em uma dessas arrancadas, sofreu pênalti de André Rocha. Na cobrança, Rubinho fez marcou o segundo gol, aos 10 minutos.

A apatia foi visível no time de São Januário. Sem vibração e criatividade, o Cruzmaltino era um adversário vencido. No entanto, Yago mostrou ousadia e arriscou um belo chute de fora da área, marcando um golaço, aos 25 minutos.

O gol deu vida ao Vasco e a possibilidade de os últimos 20 minutos superar o péssimo desempenho nos 70 anteriores. Mas nada disso aconteceu. Com a exceção de um chute na trave de Diego Renan e de uma bomba de R. Vaz, o Vasco não criou nada até  final da partida e só não levou mais gols porque a trave e Diogo Silva ajudaram.

A derrota deixou o Vasco na zona de rebaixamento da Série B. Ainda é cedo para duvidar do desempenho da equipe ao longo do campeonato, mas também já passou da hora de o Vasco mostrar dentro do campo toda a grandeza que possui fora dele. O sinal de alerta está ligado na Colina Histórica.

Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br