Racismo rebaixa clube no Campeonato Gaúcho

racismo

Uma atitude digna de aplausos foi tomada pela Federação Gaúcha de Futebol para acabar com o racismo no futebol brasileiro e, quem sabe, mundial. O Pleno do Tribunal de Justiça da entidade tirou nove pontos do Esportivo, de Bento Gonçalves, pelas ofensas ao árbitro Márcio Chagas da Silva, o que provocou o rebaixamento da equipe para a segunda divisão estadual.

Na ocasião, além de ser xingado de macaco, o árbitro teve o seu carro danificado e, quando o encontrou no estacionamento, também se deparou com uma banana em cima do capô.

O episódio ganhou repercussão internacional e o árbitro teve até um encontro com a presidente da República Dilma Rousseff ao lado de Tinga, volante do Cruzeiro, que também foi alvo de racismo, mas em um jogo da Libertadores da América, no Peru.

Além de ser rebaixado, o Esportivo foi punido com a perda de seis mandos de campo e multado em R$ 30 mil. A decisão proferida na quinta-feira é passível de recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBF.

 



Redação do Torcedores.com