Phelps depois de perder em sua volta: “Sou meu crítico mais duro, eu sei o que eu posso fazer lá”

O cara é o maior nadador de todos os tempos, talvez maior atleta de todos os tempos.

Depois de um tempo fora das competições promovendo a natação em favelas do Rio de Janeiro entre outras atividades ligadas a patrocinadores, e namorada nova, Michael Phelps resolveu voltar a natação.

O sonho de todos os atletas, patrocinadores e fãs é que o mago das águas decida participar dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Seja nas provas que fez história, nas provas rápidas ou até um revezamento qualquer, a presença dele competindo seria o máximo.

Em sua volta oficial as piscinas nesta quinta (24), seu amigo Ryan Lochte ganhou os 100 metros de borboleta com um tempo de 51,93 segundos. Phelps foi o segundo com o tempo de 52,13 segundos no Grand Prix Arena, em sua primeira final desde os Jogos Olímpicos de 2012.

Depois da ‘estréia’ Phelps disse ao jornal americano USA Today:

“Eu sou o meu crítico mais duro, então eu sei o que eu posso fazer lá”

“Como eu venho dizendo o tempo todo, eu estou me divertindo e eu realmente quis fazer isso. Não há nada como ser capaz de chegar aqui e nadar na frente de arquibancadas lotadas… Obviamente estar de volta na água com Ryan é sempre divertido.”

 “Eu me senti como um nadador liga de verão”

Abaixo as medalhas do Phelps em Olimpiadas (18 ouros, 2 pratas e 2 bronzes):

Captura de Tela 2014-04-25 às 00.03.42

(gráfico de medalhas:Wikipedia)



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.