Perder Kardec e Wesley será falta de inteligência do Palmeiras

Kardec

A conquista do título da Série B pelo Palmeiras em 2013 e a ótima campanha no último Campeonato Paulista podem ser colocadas na conta do bom trabalho do técnico Gilson Kleina, às defesas milagrosas de Fernando Prass e também, talvez com mais ênfase, à eficácia de Wesley no meio-campo e à fase iliminada de Alan Kardec no setor ofensivo.

Por conta dessa rápida análise, a atual situação da equipe, que estreou com vitória suada sobre o Criciúma na elite nacional, é preocupante. O motivo: tanto Wesley quanto Alan Kardec estão com situações indefinidas para renovar contrato e podem deixar o Verdão para jogar em rivais do próprio Estado.

Wesley, revelado pelo Santos, já foi sondado pelo técnico Muricy Ramalho e, se não chegar a um acordo para renovar seu vínculo atual, pode compor o meio-campo do São Paulo ainda neste Campeonato Brasileiro.

O atacante Alan Kardec vive situação parecida. Apesar de o Palmeiras já ter chegado a um acordo com o Benfica pelos direitos do jogador, o novo salário de Kardec parece muito alto para o teto palmeirense. O Corinthians observa a situação de longe, assim como o Flamengo, que também monitora o impasse e sonha com os gols do artilheiro.

Informações de bastidores dão conta de que apenas R$ 20 mil mensais separam o que o Palmeiras oferece do que Alan Kardec pede para permanecer no clube, enquanto a diferença entre o que pede Wesley e o que oferece o Verdão também não passa dos R$ 50 mil.

Kleina não tem no elenco peças com qualidade igual ou superior a Kardec ou Wesley. O jovem Miguel, atacante revelado na base, bem que tentou substituir o artilheiro em algumas oportunidades, mas não agradou.

Para quem tanto gastou em outros atletas menos talentosos e quase não aproveitados por Gilson Kleina, como o zagueiro Victorino, por exemplo, poupar R$ 70 mil por mês e perder dois dos atletas mais importantes da espinha dorsal não parece uma atitude das mais inteligentes, não é, presidente Paulo Nobre?



Apaixonado por futebol e esportes em geral.