Pato x Jadson: ousadia que deu certo

Flamengo

A troca do são-paulino Jadson pelo corintiano Pato pegou o mercado da bola de surpresa, gerou críticas e desconfianças por parte da imprensa especializada e, principalmente dos torcedores, que não nutriam muita esperança de ver a dupla reencontrando o futebol de tempos atrás.

Poucos meses após a concretização do negócio, no entanto, quem duvidava do renascimento de Jadson e, principalmente, de Alexandre Pato, fiasco total durante sua passagem pelo Alvinegro, teve que se render.

Jadson é hoje o camisa 10 vibrante que o Corinthians há tempos esperava, e voltou até a ser cogitado como candidato ao grupo que vai disputar a Copa do Mundo dentro de pouco menos de dois meses.

Alexandre Pato, por sua vez, voltou a sorrir. Muricy Ramalho deu um jeito de encaixá-lo no time ao lado de Luis Fabiano e, apesar dos poucos jogos com a nova camisa, o jogador já dá mostras de que pode voltar a ser o atacante que pintou como craque nas categorias de base do Internacional.

Pato deu velocidade e qualidade ao ataque tricolor, fundamentos perdidos desde que Osvaldo se encantou com a fama e esqueceu como se joga futebol. Jadson encontrou no Corinthians o apoio e a vibração que precisava para voltar a ser um atleta na acepção do termo, e até já provocou o ex-clube nas redes sociais após a eliminação são-paulina no Paulistão.

O troca-troca entre Pato e Jadson deu certo, e o futuro de ambos nas novas casas tem tudo para ser brilhante e duradouro. Tomara que as diretorias também enxerguem isso e tornem uma negociação que hojé é apenas por empréstimo, definitiva. Pelo bem da dupla e, claro, do futebol brasileiro.



Apaixonado por futebol e esportes em geral.