Opinião: Teimosia de Felipão pode custar caro na Copa

Felipão

Em 2002, quando poucos acreditavam na recuperação de Ronaldo, Luiz Felipe Scolari bambou o Fenômeno, que calou os críticos e deu ao Brasil o penta. Ma será que as apostas de Felipão vão garantir sua teimosia no mundial de 2014?

DESTAQUES:
Opinião: Rusga entre Ibra e Thiago Silva vem em boa hora para o Barcelona
Episódio da cueca de Neymar mostra falta de comprometimento

Saiba quem são os craques que farão o começo do Brasileirão valer a pena

Fechado na “família Felipão”, o técnico da seleção brasileira já mostrou que dá muito valor para o grupo e que dará preferência para seus homens de confiança, ainda que não estejam em tão boa fase quando comparados aos possíveis candidatos de cada posição.

Veja alguns dos “queridinhos” que podem fazer Felipão queimar a língua e pagar pela teimosia na Copa:

Crédito: Bruno Spada/VIPCOMM
Júlio César, goleiro da Seleção Brasileira de Futebol / Crédito: Bruno Spada/VIPCOMM

– Júlio Cesar: posição de confiança em qualquer time, o goleiro é sempre um dos mais cobrados na seleção. Muito criticado na eliminação do Brasil para a Holanda, em 2010, Júlio César não vem jogando em alto nível. Esquentou banco na inter e até no modesto Queens Park Rangers. Agora no Toronto FC, da MLS, não atua em uma liga competitiva, fato faz com que não seja muito exigido e não chega à Copa com a dúvida se pode parar os melhores ataques do mundo. Goleiros em melhor fase, como Cavalieri, Jefferson e Victor foram testados, mas o titular é Júlio. Fábio, do Cruzeiro, segue como injustiçado e merecia uma vaga.

ENVIE SUA NOTÍCIA
Também quer opinar sobre o assunto? Envie sua notícia!

– Fred: primeiramente, sejamos justos: o Brasil carece de um centroavante desde que Ronaldo Fenômeno parou de vestir a camisa amarela e sobram poucas opções além de Fred e Jô. Além disso, nomes como Pato ou Luis Fabiano vivem fases tão inexpressivas que nem valem a lembrança. Prejudicado por seguidas lesões, o atacante do Flu não mostra bom futebol desde a Copa das Confederações e também chega como uma incógnita.

– Philippe Coutinho x Bernard: enquanto a Europa não entende o faz de Coutinho o preterido, Felipão segue encantado com a “alegria nas pernas” de Bernad. O ex-atleticano tem uma vantagem: pouca gente o conhece e pode confundir os marcadores. Já o atacante do Liverpool vem jogando o fino da bola já há um tempo, sendo peça fundamental na briga pelo título no Inglês. Bernard vem do futebol ucraniano, muito menos competitivo e famoso por deixar jogadores fora de forma.

Foto: Alexandre Loureiro/VIPCOMM

 



Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.