Opinião: Goleiro emprestado é problemão para o Chelsea

Twitter/Divulgação

Nem Diego Costa, nem Miranda, e muito menos Simeone. O maior problema do Chelsea para confirmar vaga na grande final da Champions League chama-se Thibaut Courtois.

O jovem e talentoso goleiro belga foi um dos destaques do Atlético de Madrid no primeiro jogo semifinal, no Vicente Calderón, e pode fechar o gol novamente no duelo da volta, em Londres. E qual o problema nisso?

A ironia do destino é que Courtois é jogador do próprio Chelsea, tem contrato com os ingleses até 2016, e foi emprestado pelos Blues aos espanhóis por uma temporada para ganhar maior experiência.

DESTAQUES
Bonitão, Kaká pode ajudar o São Paulo dentro de campo
Suárez é o atacante que o Real precisa?

Hoje com 21 anos, o arqueiro, que chegou a declarar não querer voltar à Inglaterra se tiver que disputar a posição, agora se vê em situação inusitada, e escolhe as palavras com cuidado.

Em entrevista ao site oficial da Fifa, o arqueiro garantiu ter um carinho especial pelo Chelsea, mas disse não estar pensando muito no que tem de fazer em campo para não “se confundir”.

“Tenho que jogar como sempre jogo, mesmo se tratando de uma situação especial, pois, se eu começar a pensar demais, posso me complicar”.

Pelo que se viu no primeiro jogo, quem pode se complicar se Courtois jogar novamente tudo o que sabe, é o Chelsea, já que o Atlético de Madrid joga por uma vitória simples ou um empate com gols para seguir adiante na competição.

 

 



Apaixonado por futebol e esportes em geral.