Opinião: Chegada de Neymar zicou o Barcelona

Jefferson Bernardes/VIPCOMM

O Barcelona não é mais aquele time poderoso, que assustava aos adversários apenas ao entrar no gramado com seu uniforme azul e grená.

DESTAQUES:
Episódio da cueca de Neymar mostra falta de comprometimento
Opinião: Beleza é o que salva as bandeirinhas no futebol

Opinião: Chegada de Neymar zicou o Barcelona

O time catalão de hoje acumula derrotas marcantes, perde títulos ou é eliminado para rivais com uma facilidade preocupante. O fator comum: a presença de Neymar.

Desde que o camisa 11 trocou o Santos pelo Barça, o time catalão entrou em uma curva descendente: está atrás dos principais rivais na Liga Espanhola, com direito à derrota para o Granada (algo que não acontecia há mais de quatro décadas), caiu na Champions League para o Atlético de Madri e, para finalizar, perdeu a Copa do Rey para o arquirrival Real.

Em todas essas partidas, Neymar, se não foi o pior jogador da equipe, também não foi, nem de longe, o destaque que todos esperavam. Às vezes escondido na direita do ataque, por culpa tanto do técnico Gerardo Martino quanto de Messi, cansado de ver o “companheiro” ocupando seu setor, Neymar parece ter perdido a personalidade.

ENVIE SUA NOTÍCIA
Também quer opinar sobre o assunto? Envie sua notícia!

Os problemas pessoais e os compromissos extra-campo também parecem ter ganhado um peso maior na Europa. No Santos, Neymar fazia o que queria e era perdoado, mas lá, seu desgaste tem influenciado diretamente na queda de rendimento do Barcelona.

A contratação mais cara da história do clube vem se mostrando, também, a mais azarada e, se Neymar não encontrar seu eixo rapidamente, tende a levar o outrora temido time catalão à mais nova piada do continente europeu.

Imagem: Jefferson Bernardes/VIPCOMM

 



Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.