Opinião: Bonitão, Kaká pode ajudar o São Paulo dentro de campo

Kaká

O presidente Carlos Miguel Aidar mal assumiu o posto no São Paulo e já criou polêmica ao afirmar que Kaká seria um ótimo reforço pelo clube, não apenas por suas qualidades técnicas, e sim por “ser alfabetizado, ter todos os dentes na boca, ser bonito e falar bem”.

O mesmo cartola que já havia criticado o Itaquerão, futuro estádio do Corinthians, por ser “no fim do mundo”, agora dá mostras de que pretende se tornar mais um dirigente folclórico do que competente.

De qualquer forma, em um ponto Aidar está correto: o “bonitão” Kaká pode ajudar, e muito, o São Paulo dentro de campo, caso resolva abandonar o Milan para retornar ao clube que o projetou para o futebol mundial.

DESTAQUES
Rogério Ceni ganha placa do Guinness e Luis Fabiano é top 3
Suárez é o atacante que o Real Madrid precisa?

Kaká e Paulo Henrique Ganso formariam uma dupla de meias de criação capaz de deixar até mesmo os saudosistas com inveja. Toque de bola e visão de jogo Ganso já tem, mas a liderança que Kaká exerceria, inclusive sobre o ex-atleta do Santos, traria um benefício impagável para o time de Muricy Ramalho.

Os dois meias, escalados junto com volantes de pegada, como o recém-chegado Hudson e, por que não, o voluntarioso Wellington, dariam ao setor são-paulino segurança e qualidade, algo raro no futebol brasileiro de hoje em dia.

O astro do Milan, além do mais, é talentoso com a bola nos pés e com as palavras. Caberia a Kaká, e não a Luis Fabiano, que às vezes não pensa antes de abrir a boca, a missão de líder em um grupo que está prestes a perder seu maior ícone – Rogério Ceni – que se aposentará ao final do ano.

Por tantos aspectos, Kaká, o “bonitão alfabetizado e com todos os dentes na boca”, seria mais do que um rostinho simpático no São Paulo: seria a peça que falta ao time de Muricy Ramalho para voltar a brigar por títulos  importantes com os principais rivais do país e da América.

 



Redação do Torcedores.com