Opinião: Abertura do Itaquerão vai decretar a morte do Pacaembu

Pacaembu
Foto: Reprodução

Está chegando a hora do torcedor corintiano finalmente poder estufar o peito e dizer: “Eu tenho a minha casa”. Faltam apenas alguns detalhes técnicos para o Itaquerão ser oficialmente inaugurado e, com isso, por fim às piadinhas sobre o Corinthians não ter o seu estádio.

DESTAQUE:
Mercado da bola: Saiba quem são os craques que fariam bem ao Corinthians

A partir do momento em que a bola começar a rolar no estádio palco da Copa de 2014, no entanto, um outro estádio entrará automaticamente na UTI e, se nenhuma providência for tomada, morrerá em pouco tempo: o Pacaembu.

Palco de tantos eventos inesquecíveis para o futebol nacional e mundial, casa corintiana por mais de 100 anos, o Paulo Machado de Carvalho será abandonado pelo Alvinegro do Parque São Jorge e, se não for adotado por outro grande da capital ou até mesmo pelo Santos, tende a cair no esquecimento.

ENVIE SUA NOTÍCIA
Também quer opinar sobre o assunto? Envie sua notícia!

O time da Baixada Santista já acertou junto à CBF a disputa de algumas partidas do próximo Campeonato Brasileiro para a capital paulista, mas os jogadores, a comissão técnica e a própria torcida sabem que a verdadeira casa do Peixe é a Vila Belmiro, o que inviabiliza a adoção definitiva do Pacaembu como nova “moradia”.

A perda do título paulista para o Ituano evidenciou ainda mais o fato, já que, até antes da primeira partida da decisão, o Santos havia atuado dez vezes em seu estádio na temporada e conquistado 100% de aproveitamento.

O Palmeiras, atual “dono” do Pacaembu, também espera apenas a conclusão das obras de seu novo estádio para deixar o simpático estádio de lado e voltar para o seu lar, enquanto o São Paulo, que vem maquiando e modernizando o Morumbi, nunca fez a menor questão de usar o Pacaembu.

O futuro do estádio municipal de São Paulo é triste e sombrio, e o abandono parece o caminho traçado para aquele que sempre acolheu com tanto carinho santistas, palmeirenses e, principalmente, os novos ricos corintianos.



Apaixonado por futebol e esportes em geral.