Legado de Luciano do Valle vai além do microfone

Crédito da foto: Reprodução/ TV Bandeirantes

A morte de Luciano do Valle, neste sábado, deixa para o esporte brasileiro um vazio que vai além das narrações de televisão ou rádio. O narrador foi responsável por grande parte do que é o jornalismo esportivo hoje e pela importância que várias modalidades têm nas emissoras.

DESTAQUES:
Opinião: Teimosia de Felipão pode custar caro na Copa
Opinião: Rusga entre Ibra e Thiago Silva vem em boa hora para o Barcelona
Episódio da cueca de Neymar mostra falta de comprometimento

Foi na voz dele que o Brasil viu Emerson Fittipaldi ser campeão. Foi com ele também torcemos pela “Geração de Prata” de vôlei e o país deu valor ao boxe de Maguila.

Ao longo dos seus mais de 50 anos de carreira, fez da TV Bandeirantes o “Canal do Esporte” e chamou atenção para esportes olímpicos.

Nos bastidores, defendia o jornalismo sério e condenava a banalização da carreira.

ENVIE SUA NOTÍCIA
Também quer opinar sobre o assunto? Envie sua notícia!

Se hoje estamos aqui falando de esporte, devemos muito a ele. Às vésperas de uma Copa do Mundo, perdemos um grande homem e uma referência para os administradores dos esportes.



Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.