Itaquerão e Arena da Baixada ainda preocupam a Fifa após nova visita

Itaquerão

Jeróme Valcke, secretário-geral da Fifa, fez nova visita técnica aos dois estádios que considera mais preocupantes para a Copa 2014: a Arena da Baixada, em Curitiba, e o Itaquerão, em São Paulo. E saiu dos passeios ainda com a pulga atrás da orelha.

O cartola, que chegou a dar um ultimato a Curitiba em fevereiro, ameaçando tirar da cidade a honra de ser sede da Copa, fez uma previsão nada otimista após deixar a casa do Atlético Paranaense na tarde da terça-feira.

“Alguma coisa foi feita desde fevereiro, mas ainda falta muito, já que nem metade das cadeiras ainda foi instalada. Não se pode assistir ao jogo de pé. É preciso ter assentos, pois estamos vendendo ingressos para todos assistirem ao jogo sentados. A Arena deve ficar pronta no último instante”.

DESTAQUES
Dez craques brasileiros que perderam a Copa na última hora
Seleção precisa se inspirar no Cruzeiro pelo hexa

A situação em São Paulo não é tão melhor assim. Apesar de as obras internas do Itaquerão estarem quase 100% construídas, o entorno do estádio preocupou, e muito, o dirigente da Fifa, que chegou a se irritar com os discursos dos políticos presentes, dizendo que “não vivia de sonhos e gostava de coisas concretas”.

A julgar pelas declarações de Valcke, São Paulo e Curitiba vão permanecer como sedes da Copa por um motivo simples: não há mais tempo hábil para a troca das praças. Com isso, o jeito brasileiro de empurrar com a barriga sairá mais uma vez vencedor.

 



Redação do Torcedores.com