Ganso não é único. Veja quem o são-paulino não enxerga que é melhor do que ele

Ganso

Paulo Henrique Ganso, normalmente sereno e tímido em suas declarações, resolveu chutar o balde para ver se arruma, no grito, um lugar na seleção de Felipão para a Copa do Mundo de 2014.

O camisa 10 do São Paulo declarou, para quem quisesse ouvir, que é um jogador “único” no futebol brasileiro, adotando um tom arrogante em suas declarações.

DESTAQUES:
Fred não é herói nacional
Brasil é um vexame atrás do outro na Libertadores

A arrogância foi tanta que parece ter cegado o jogador. Para ajudar Paulo Henrique Ganso a recuperar os sentidos, segue abaixo uma lista de jogadores da mesma posição que o são-paulino que brigam por um lugar na seleção e, sem dúvida, são melhores que o falastrão.

Everton Ribeiro: craque do Campeonato Brasileiro de 2013 e motorzinho do meio-campo do Cruzeiro, tem melhor chute de fora da área, melhor chegada ao ataque e melhor recomposição quando o time perde a bola. Ganso o supera apenas na visão de jogo.

Willian: atualmente um dos preferidos de Luiz Felipe Scolari, o jogador do Chelsea é mais jovem que Ganso, também tem chegada superior ao ataque e mais faro de gol que o são-paulino.

Oscar: eleito por Felipão para ser o líder do meio-campo do Brasil, Oscar peca pela falta de experiência, algo fundamental em Copas, mas essa também não é a característica mais latente em Ganso. Como o meia do Chelsea vem jogando com frequência e tem vivência no futebol europeu, é o terceiro a deixar o são-paulino no chinelo.

Jadson: ex-companheiro de Ganso no São Paulo, o hoje camisa 10 corintiano vem mostrando o mesmo brilho de quando surgiu no Atlético-PR. Tem mais experiência que Ganso em seleção, foi campeão da Copa das Confederações e já vem merecendo outra oportunidade no time nacional.

Cícero: apesar de não exercer exatamente a mesma função cerebral de Ganso, o jogador do Santos vive fase melhor dentro de campo, tanto que foi eleito o craque do último Campeonato Paulista, deixando o rival para trás. Cícero ainda tem tino de artilheiro e, assim como Éverton Ribeiro, pode atuar em outras funções do setor, mais recuado.

Diego Tardelli: atacante de origem, Tardelli vem exercendo a função de armador no Atlético-MG, e não está decepcionando. Talvez não seja o mais forte concorrente de Ganso, mas é, sem dúvida, mais um para baixar a bola do são-paulino e fazê-lo enxergar a dura realidade: Ganso, você não é único no Brasil, nem hoje, nem nunca.

 



Apaixonado por futebol e esportes em geral.