Eleição de Del Nero não muda nada na CBF

CBF

Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, é concorrente único nas eleições que definirão o próximo dirigente máximo da CBF e assumirá o lugar hoje ocupado por José Maria Marin.

DESTAQUES:
Episódio da cueca de Neymar mostra falta de comprometimento
Opinião: Beleza é o que salva as bandeirinhas no futebol

Opinião: Chegada de Neymar zicou o Barcelona

Se alguém pensa que a mudança trará efeitos bombásticos ao futebol brasileiro, está enganado. Del Nero, assim como Marin e seu antecessor, Ricardo Teixeira, não tem qualquer intenção de alterar ou modernizar nada no organograma funcional do esporte no país.

Para o cartola, que pouco fez na FPF, a não ser criar um Campeonato Paulista confuso e deficitário, o futebol é um meio de vida e um jogo de interesses pessoais, que pouco tem a ver com o que o esporte realmente precisa para crescer e se modernizar.

A CBF continuará organizando os campeonatos de acordo com suas vontades, já que os clubes latem, latem, mas nunca mordem. A tão sonhada “Liga dos Clubes”, que reformularia o calendário, adequando as datas ao futebol europeu, jamais sairá do papel, pois nem Andrés Sanchez, nem Juvenal Juvêncio e nem o falastrão Eurico Miranda tem peito ou vontade de transformar isso em realidade.

ENVIE SUA NOTÍCIA
Também quer opinar sobre o assunto? Envie sua notícia!

O futebol brasileiro não vai mudar, e só continuará vencedor dentro de campo se talentos como Oscar, Neymar, Paulinho e Lucas conseguirem sobreviver à incompetência e à gaância daqueles que comandam o esporte no país.



Redação do Torcedores.com