Dez craques brasileiros que deixaram de ir à Copa na última hora

Romário
Foto: Divulgação

A cada quatro anos a história se repete: algum craque, invarialmente, ficará de fora da Copa do Mundo por lesão. E não foram poucas as vezes que a Seleção Brasileira ficou livre do fantasma das contusões.

DESTAQUES:
Episódio da cueca de Neymar mostra falta de comprometimento
Opinião: Beleza é o que salva as bandeirinhas no futebol

Opinião: Chegada de Neymar zicou o Barcelona

Das últimas edições, apenas na África do Sul, em 2010, não ocorreram problemas. Antes disso, apenas em 1990. Será que neste ano a sorte de Dunga será transferida para Felipão?

Confira, abaixo, dez jogadores que vestiram a camisa da Seleção apenas para acompanhar os jogos pela TV:

1) Edmilson (2006)
O zagueiro e volante Edmilson ficou de fora da Copa da Alemanha por causa de uma lesão no menisco do joelho direito. Para a vaga do então jogador do Barcelona, Carlos Alberto Parreira convocou Mineiro, do São Paulo.

2) Emerson (2002)
Se em 1998, Emerson foi chamado para o lugar de Romário, em 2002 ele sentiu o gosto do corte. Capitão do time de Luiz Felipe Scolari, o volante voltou ao Brasil após machucar o ombro direito durante um rachão. O meia Ricardinho, do Corinthians, herdou a camisa 7. Já a faixa de capitão ficou com o lateral Cafu.

3) Romário (1998)
A dupla “Ro-Ro”, formada entre Romário e Ronaldo, não saiu dos sonhos do torcedor para a Copa do Mundo da França graças à uma lesão na panturrilha do Baixinho. Romário afirmou que poderia jogar as fases finais do torneio, mas Zagallo não quis nem saber: convocou Emerson para a vaga do atacante.

4) Ricardo Gomes (1994)
Um dos mais experientes jogadores do time que tentaria o tetra nos Estados Unidos, o zagueiro perdeu o Mundial ao se machucar em amistoso contra El Salvador após machucar a coxa direita. O técnico Parreira convocou Ronaldão para a vaga, mas foi Márcio Santos, que já estava no grupo, que herdou o posto de titular.

5) Mozer (1994 e 1986)
Não foi apenas uma vez que o zagueiro Mozer ficou de fora da Copa. Em 1994, ele era nome certo para o Mundial dos EUA, mas perdeu a competição por causa de uma hepatite e deu lugar a Márcio Santos. Oito anos antes, o então defensor do Flamengo teve problemas no joelho e perdeu a vaga na Copa do México para Mauro Galvão.

6) Cerezo (1986)
O volante Toninho Cerezo foi outra baixa no Mundial do México. À época na Roma, ele sofreu uma distenção na coxa e deu lugar ao gremista Valdo, que nunca havia atuado pela Seleção Brasileira.

7) Careca (1982)
O então atacante do Guarani era nome certo no time que Telê Santana levaria para a Copa da Espanha. Mas uma contusão na coxa esquerda acabou com as chances do centroavante, que foi substituído por Roberto Dinamite. A vaga de titular foi herdada por Serginho Chulapa.

8) Nunes (1978)
Conhecido como “João Danado”, Nunes, que faria história do Flamengo dos anos 80, perdeu a Copa da Argentina por causa de uma lesão no joelho. O vascaíno Roberto Dinamite entrou no lugar do atacante do Santa Cruz.

ENVIE SUA NOTÍCIA
Também quer opinar sobre o assunto? Envie sua notícia!

9) Zé Maria (1978)
Assim como Nunes, o lateral do Corinthians perdeu a chance de defender o Brasil no Mundial de 1978 por contusão no joelho às vésperas do torneio na Argentina. A camisa 13 ficou com Nelinho, que virou titular e anotou um golaço de trivela durante a decisão do 3º lugar contra a Itália.

10) Clodoaldo (1974)
As muitas lesões nos joelhos tiraram o volante do Santos da Copa da Alemanha. Em seu lugar, o técnico Zagallo chamou o atacante Mirandinha, do São Paulo.

Menção honrosa: Leandro (1986)
O lateral-direito ficou de fora da Copa do México por vontade própria, em solidariedade ao amigo Renato Gaúcho, cortado pelo técnico Telê Santana por indisciplina. A vaga na lateral ficou com Josimar, que ganhou a condição de titular durante o torneio, fez gols contra Irlanda do Norte e Polônia, e foi um dos destaques do Brasil na competição.

Foto: Luiz Pires/VIPCOMM



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.