Aidar compra briga com Nobre e ataca o Palmeiras

Aidar

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, não deixou barato os ataques que recebeu do mandatário do Palmeiras, Paulo Nobre, após a confirmação da ida do atacante Alan Kardec para o Morumbi.

Na segunda-feira (28), o alviverde afirmou que o rival foi antiético na negociação e disse que a relação entre as duas diretorias será péssima. Nesta terça-feira (29), veio o troco, com juros e correção. Aidar, que bebeu da fonte inspirada do antecessor Juvenal Juvêncio para as palavras, chamou considerou as palavras de Nobre “juvenis”. E foi além”:

” A manifestação do presidente Paulo Nobre chega a ser patética. Demonstra, infelizmente, o atual tamanho da Sociedade Esportiva Palmeiras, que, ano após ano, se apequena com manifestações dessa natureza. O choro é livre.”

O clima não é dos melhores. E pode ficar ainda pior se o Tricolor investir sobre o volante Wesley, outro jogador do Palmeiras que não renovou contrato – e que está na mira do São Paulo.

Aidar, contudo, não parece preocupado com desgastes: “Se perder um atleta para o rival, a relação fica, os clubes são muito maiores, isso não devera interferir. Se interferir, paciência, não tem o que fazer. Não devemos ter esse tipo de preocupação”, afirmou.

O próximo São Paulo x Palmeiras, dia 17 de agosto, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, promete.

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.