10 Momentos que transformaram Senna em mito na Fórmula 1

Na semana em que a morte de Ayrton Senna completa 20 anos, muitos dos feitos do campeão são relembrados pelos fãs. Mas o que tornou o ídolo um mito da Fórmula 1?

Veja 10 feitos que transformaram o Senna em mito:

1Monâco 1984A bordo de sua Toleman, Ayrton Senna começou a corrida na 13ª posição. E sob muita chuva, fez belas ultrapassagens e começou a pressionar o líder, o francês Alain Prost. A performance do brasileiro era incrível e a liderança parecia ser questão de tempo. Mas a forte chuva levou ao cancelamento da corrida na 31ª volta (de um total de 76).

 

2. Portugal-1985: A primeira vitória de Senna teve a marca do futuro campeão: pole position e domínio na chuva. Sem medo de ser feliz Senna deu uma aula de como dirigir na chuva.

 

3. Hungria-1986: Senna x Piquet: No treino classificatório, os dois pilotos baixavam segundos a cada volta, mas Senna garantiu a pole. Na corrida, os dois se revezavam na liderança, com ultrapassagens marcantes – como a de Piquet, que entrou para a história, ao aproveitar o vácuo da Lotus para passar por fora na reta dos boxes. No braço a disputa ficou famosa.

 

4. Mônaco-1987: Começava o reinado de Senna no Principado. Sua Lotus era inferior e Mônaco era um dos poucos circuitos onde o piloto conseguia fazer a diferança “no braço”

 

5. Inglaterra-1988: Mais um show no molhado de Senna, no ano de seu primeiro título. Foi a décima vitória do brasileiro na F1.Uma corrida em que o companheiro Alain Prost não foi páreo para o brasileiro.

 

6. Japão-1988: O brasileiro havia feito a melhor volta nos treinos mas um problema no motor fez com que caísse para a 15ª posição na largada. Acelerando como nunca, foi ultrapassando todos os adversários, até chegar ao maior rival da disputa pelo título: o colega Alain Prost. Na 28ª volta, Senna assumiu a liderança e garantiu o título mundial, na penúltima prova da temporada.

 

7. Bélgica-1989: Uma batalha na chuva entre Senna, Prost e Nigel Mansell. Melhor para o brasileiro, que seguiu vivo na briga pelo título.

 

8.Brasil-1991: A sonhada vitória em Interlagos finalmente veio de forma dramática. Nas últimas voltas, Senna correu apenas com a sexta marcha!  E deu show, sem forças, não conseguia levantar o troféu no podium paulista.

 

9. Mônaco-1992: A McLaren de Senna era muito inferior à Williams de Mansell, mas nas ruas apertadas de Mônaco o inglês não conseguiu ultrapassar e Ayrton venceu se igualando á Graham Hill com 5 vitórias. Senna o superaria no ano seguinte.

 

10. Europa-1993: A obra-prima de Senna. Em  Donington Park, na Inglaterra, Senna precisou apenas de uma volta para deixar cinco pilotos para trás e assumir o primeiro lugar. O brasileiro, que largou em quarto, logo perdeu a posição para o alemão Schumacher, mas conseguiu se recuperar com a chegada da chuva. Então, passou Wendlinger, Hill e Prost. 

 



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.