Vettel e as quatro curvas

Após o desempenho animador do companheiro Daniel Ricciardo na sexta-feira, chegou a vez do tetracampeão Sebastian Vettel ir à pista na última sessão de testes da pré-temporada da Fórmula 1 no circuito de Sakhir, no Bahrein. As 66 voltas do australiano recém-chegado à equipe pareciam ser animadoras para a RBR depois de tantos problemas. Pois é. Pareciam.

Vettel saiu dos boxes e foi à pista no início da manhã. O RB10 número 1 passou pela curva 1, curva 2, curva 3… e parou na curva 4. O alemão saiu do carro, que foi guinchado aos boxes. Um péssimo início após as parcas 84 voltas combinadas nos primeiros dois testes do ano, em Jerez e no próprio Bahrein

Após algum tempo de trabalho, Vettel foi liberado para ir à pista de novo. Desta vez, a tentativa durou ainda menos. O alemão parou seu carro logo após a saída dos boxes. Os mecânicos saíram correndo para trazer o RB10 de volta à garagem, empurrando o #1 pelo pit lane. Foi o fim das atividades para o tetracampeão, que passou a tarde inteira desfilando pelo paddock com a camisa da equipe e calça jeans, dando claros sinais de que não voltaria à pista neste sábado.

A situação parece bem complicada para a RBR. O chefe Christian Horner e o consultor Helmut Marko estão à paisana nos boxes de Sakhir, observando tudo isso. O projetista Adrian Newey está internado na área da engenharia na garagem. Está na hora do mago da aerodinâmica tirar uns coelhos da cartola. O grande problema do carro é o sistema de refrigeração, já que o motor turbo da Renault tem provocado superaquecimento em quase todos os dias. Segundo fontes, Newey levou esta área ao limite no desenho do carro. E parece mesmo ter errado a mão, algo raro na carreira do engenheiro inglês.

carro_rbr_boxes1_blog-1

Veja a noticia completa no Voando Baixo



Redação do Torcedores.com