Em jogo de viradas, Palmeiras vence a Ponte com gol salvador de Mendieta

O Palmeiras deu um passo fundamental para se sagrar a melhor equipe do Campeonato Paulista, e de uma maneira emocionante. Em um confronto marcado pela desastrosa arbitragem de Marcelo Rogério, responsável por marcar dois pênaltis inexistentes (um para cada time), o clube de Palestra Itália venceu a Ponte Preta pelo placar de 3 a 2 e voltou a pressionar o Santos na disputa pela melhor campanha da etapa de grupos do estadual.

A festa da torcida palmeirense no Pacaembu, no entanto, demorou a acontecer. Com a chance de se classificar já neste sábado, a Ponte Preta surpreendeu no início do duelo e abriu o placar aos 3min, com Rossi. O time alviverde só reagiu na segunda etapa, quando Eguren, aos 16min, aproveitou rebote do goleiro Roberto e tocou para as redes, empatando o confronto.

622_270d748a-4e03-3ffc-88a4-0511b237b6bc

PALMEIRAS 3 X 2 PONTE PRETA

Local:   estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 15 de março de 2014, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Rogério (SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques e Patricia Carla de Oliveira (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Vinicius Furlan e Regildenia de Holanda Moura (ambos de SP)
Cartões amarelos: Wendel (Palmeiras). Bruno Silva, Diego Sacoman, Adrianinho, Carleto, Alef (Ponte Preta)
GOLS: PALMEIRAS: Eguren, aos 15, Alan Kardec, aos 17, e Mendieta, aos 42 minutos do segundo tempo
PONTE PRETA: Rossi, aos 2 minutos do primeiro tempo. Silvinho, aos 25 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Eguren, França (Mendieta) e Valdivia; Bruno César (Patrick Vieira), Leandro (Vinícius) e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

PONTE PRETA: Roberto; Ferrugem, César, Diego Sacoman e Magal; Bruno Silva (Neílson), Alef e Adrianinho (Bida); Silvinho, Antônio Flávio e Rossi (Carleto)
Técnico: Vadão

Veja os gols no UOL



Redação do Torcedores.com