Taffarel aprova Júlio César no Canadá: “importante é jogar”

Titular de Luiz Felipe Scolari na Seleção Brasileira, o goleiro Júlio César acertou recentemente com o Toronto FC, clube que defenderá pelo menos até a Copa do Mundo de 2014. O arqueiro estava na reserva do Queens Park Rangers e terá no clube canadense um destino em que possa se manter ativo. Para Taffarel, isto é o importante. Em entrevista ao Terra  o camisa 1 do tetracampeonato, disse que era necessário que Júlio César vivesse a atmosfera de competição.

O ex-jogador foi usado como exemplo por Scolari para defender a ida de Júlio César ao Canadá. O treinador lembrou que, em 1994, Taffarel defendia o Reggiana, que terminou a temporada 1993/94 do Campeonato Italiano na 14ª colocação, com um ponto a mais que o primeiro time rebaixado à segunda divisão. Ele tinha contrato com o Parma, mas, em busca de mais espaço, defendeu a pequena equipe de Reggio Emilia.

julio_cesar_treino_tafarel_selecao_johannesburgo_jonne_roriz_ae_06062010

Veja o que o Taffarel falou:

“Vai ser muito importante. Espero que ele se recupere nesse time porque o Felipão conta com ele. Ele vai ser uma peça importante, tem experiência e jogou muito bem na última Copa do Mundo”

“É muito parecida. Estava até torcendo que o Júlio saísse dessa equipe inglesa, que fosse para uma equipe para jogar, pudesse realmente se preparar. O Felipão conta muito com ele. Sem jogar, ele iria perder muito mesmo. Até pensava que não teria condições de jogar a Copa do Mundo se continuasse assim. Agora começou a jogar, treinar de verdade, tem a responsabilidade de um jogo”

“Tem uma diferença grande, mas o que tem que pensar é que vai treinar em um clube, vai se dedicar, mesmo que seja um outro nível. Cada país tem sua dificuldade no futebol. É um nível diferente, mas o importante é treinar e jogar. Ficar sozinho, no parque, como vi que ele estava fazendo, isso não existe. Aí sim é outra situação. Agora pode se preparar bem para uma Copa”

“Acho que a experiência que ele traz da África do Sul vai ajudar bastante. Assim como foi em 1990, quando jogamos eu, Dunga, Jorginho, Branco, Bebeto e Romário, e depois acabamos jogando em 1994. Foi fundamental. Quanto mais jogadores tiverem essa experiência, vai ajudar bastante”

taffareldefendemassaroafp

Veja a noticia completa no Terra



Redação do Torcedores.com