Suécia perde jogador por doping 2h antes da final do hóquei e ataca o COI

A Suécia já tinha o difícil trabalho de enfrentar o favorito Canadá na final masculina do hóquei no gelo em Sochi. Duas horas antes do início da partida, a missão ficou ainda mais complicada. Um dos principais jogadores da seleção sueca, Nicklas Backstrom teve que ficar fora da decisão por ter apresentado em um exame antidoping um nível maior que o permitido de pseudoefedrina, substância contida em antialérgicos. A decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) revoltou os suecos, especialmente pelo anúncio ter sido tão próximo ao duelo decisivo.

– Eu não tenho nada para esconder. Tenho problema de alergias e tomo esse remédio há muitos anos. Foi meio chocante para mim, para ser honesto com vocês. Não fiz nada diferente do que nos últimos sete anos, e jogo com a seleção há alguns anos. Eu vou falar do meu coração. Eu vi o jogo na Vila. Eu estou aqui há duas semanas e provavelmente foram as duas semanas mais divertidas da minha vida. Eu estava pronto para jogar o maior jogo da minha vida, mas 2h30m antes do jogo me tiraram dele. Isso é triste – disse um emocionado Backstrom.

Ovechkin+Shoot+dLjYF-qCR1_l

– Nossa opinião é que o COI destruiu um dos dias maiores do hóquei na Suécia. O “timing” foi horrível, e minha suspeita é que isso seja político. Se a decisão tivesse sido há dois dias, não ia ter tanta gente aqui (na entrevista coletiva). Eles esperaram até ter um grande impacto com os jornalistas. Eles precisam de exemplos para mostrar que não aceitam doping. Eles precisam de exemplos para assustar trapaceiros, mas Nicklas não é um deles – declarou o gerente geral da seleção sueca Tommy Boustedt, que afirmou também que a presença de Backstrom provavelmente não alteraria o resultado do jogo.

– Eu recebi a mensagem duas horas antes do jogo de que algo estava errado. Depois, apenas quando o aquecimento começou eu soube que ele não jogaria. Eu não gosto. Acho uma porcaria. Parece jardim de infância. O Canadá é o melhor time hoje, é o melhor time do torneio. Não tenho problema com isso. Acho que a Suécia talvez seja o segundo melhor. Mas eu acho que a gente deveria ter as condições corretas de competir com o Canadá. Não tivemos isso hoje, então é claro que estou desapontado – lamentou o treinador.

Veja a noticia completa no Globo Esporte



Redação do Torcedores.com