Homem de ação: dirigente distribui ações para torcedores na Inglaterra

Fundado em 1901, o Brighton & Hove Albion estava à beira da falência em 1997. O publicitário inglês Dick Knight, torcedor do time, assumiu a presidência, com o clube na lanterna da League Two, a quarta divisão inglesa (portanto, o último dos 92 clubes profissionais do país). Ao entregar o cargo, em 2009, o clube estava na Segundona (onde permanece) e com um novo estádio. Agora, ele está distribuindo as suas ações entre os torcedores pelo valor simbólico de 1 libra. “As pessoas podem ser donas do time”. Pelo estatuto, o proprietário de uma mísera ação pode acompanhar a reunião anual sobre os rumos do clube. “Um time não pode ser de só uma pessoa. Por isso, estou distribuindo as ações que eu tenho”, diz Knight. Ele atribui a derrocada à gestão centralizadora de seu antecessor, Bill Archer. “É isso o que pode acontecer quando uma única pessoa toma todas as decisões”, diz.

brightonPresidente vitalício, o cartola conta parte de sua saga no livro Madman — From the Gutter to the Stars (algo como “Homem louco — Da sarjeta às estrelas”). Afirma que usou a experiência como publicitário fazendo contatos, buscando apoios e marcando amistosos com times de primeira da Inglaterra. Até a forma de entregar as ações do clube parece uma jogada de homem de negócios para promover seu livro. O torcedor interessado deve enviar o formulário da última página explicando sua história de amor com o time. “Vou avaliar cada uma”, afirma.

Hoje o time é controlado pelo empresário Tony Bloom, que detém 91% das ações. “A questão não é quem é dono da maior parte do time ou não, mas a torcida poder participar dos destinos do seu time”, diz Knight.

(Placar)



Redação do Torcedores.com