Dispositivo espanta tubarão faz sucesso com surfistas do Havaí

Depois sucessivos ataques, surfistas , nadadores e mergulhadores do Havaí resolveram não ter mais problemas com tubarões, pelo menos é o que parece. Os acessórios mais vendidos nos últimos meses na ilha do surfe não foram pranchas de surfe nem cordinhas nem pé de patos nem tanques para mergulho. O apetrecho mais comercializado, que inclusive tem fila de espera, é um dispositivo anti-tubarões.

Quando o assunto é ataque de tubarão, Maui  é o lugar mais perigoso para o banhista nas praias do arquipélago, uma vez que  oito dos últimos 14 ataques foram registrados no local. Os dispositivos anti-tubarões estão se esgotando das prateleiras. Os preços das peças variam entre R$ 1.000 e R$ 1.5000. Estes dispositivos transmitem raios eletromagnéticos, que ajudam a espantar o animal considerado o terror dos mares.

ampullae

A premissa é simples. Todos os tubarões possuem pequenos sacos de gel perto do focinho chamados Ampullae de Lorenzini, com isso eles conseguem sentir   de longe a eletricidade das suas presas.  Os dispositivos produzem raios eletromagnéticos que, segundo o site Shark Shield,  causam espasmos nos músculos do tubarão. O desconforto faz com que  o animal fuja dos raios eletromagnéticos, para o bem dos surfistas e banhistas.

Electreonic_Shark_Defense_System_-_2

Alguns especialistas afirmam, no entanto, que o dispositivo não  terá 100%  de sucesso. Porém, depois de muitos testes, a novidade surtiu efeito e nenhum tubarão foi visto próximo da pessoa que estava usando a tecnologia.

electronic-shark-defense-system



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.