Comissão Atlética veta uso de TRT no UFC, e rival de Belfort vibra

A Comissão Atlética de Nevada, nos Estados Unidos, decidiu banir o polêmico uso do TRT ( Terapia de Reposição de Testosterona) no estado. A decisão foi confirmada após uma reunião realizada pela comissão, nesta quinta-feira.

A decisão tem efeito imediato e afeta diretamente o brasileiro Vitor Belfort, que faz uso do tratamento e tem luta marcada contra o norte-americano Chris Weidman, no UFC 173 pelo cinturão dos médios, em 24 de maio, em Las Vegas, no estado de Nevada. Além do brasileiro, qualquer outro atleta de MMA, Boxe ou Kickboxing não conseguirá exceção para fazer uso de TRT no estado.

E quem comemorou a proibição do uso do TRT foi o adversário de Belfort, Chris Weidman. O lutador que já havia por diversas vezes criticado o uso do TRT, comentou a decisão da Comissão Atlética de Nevada e afirmou o uso da terapia é uma trapaça, em entrevista ao site americano MMAFighting.

“Hoje é um dia maravilhoso para o esporte. Isso é algo que eu queria ver acontecer por um bom tempo. TRT é e sempre foi trapacear, e estou feliz que Nevada finalmente reconheceu isso, especialmente porque eu estou prestes a lutar com um conhecido usuário de TRT. Espero que todas as outras comissões atléticas sigam, porque isso já está muito atrasado. Se você precisa de TRT para lutar, você não deveria lutar. Ponto”, disse o lutador.

Horas após o anúncio da decisão, o presidente do UFC, Dana White, emitiu um comunicado apoiando a medida.

“O Ultimate Fighting Championship apoia totalmente a decisão tomada pela Comissão Atlética de Nevada em relação ao banimento das isenções para uso da terapia de reposição de testosterona (TRT). Nós acreditamos que nossos atletas devem competir de acordo com suas habilidades naturais e de maneira justa. Também pretendemos honrar esse acordo em mercados internacionais onde, devido à falta de órgãos reguladores, o UFC supervisiona os esforços regulatórios para nossos eventos ao vivo. Nós encorajamos todas as comissões atléticas a adotar essa medida”.

Leia a notícia completa no UOL:



Redação do Torcedores.com