Primo de Messi detona diretoria do Vitória após saída

O argentino Maxi Biancucchi, primo de Messi, foi um dos grandes destaques do Vitória no Campeonato Brasileiro de 2013. Vice-artilheiro do time no Nacional com 11 gols (atrás apenas de Dinei, que fez 16), Maxi esperava ter seu passe valorizado pela diretoria do clube na próxima temporada. Mas, segundo o atacante, isso não aconteceu.

A briga entre o jogador e a diretoria do Vitória foi exposta por Maxi no Twitter. Ele diz que negociava a renovação de seu contrato e até aceitou ganhar menos em 2014, mas foi feito de idiota pelos dirigentes.

“Tem que saber que não são pelos valores que não continuo e sim pela soberba de algumas pessoas da diretoria”.

“Somente para deixar tudo claro, o problema com o Vitória não foi dinheiro e sim como tudo foi conduzido”.

“Depois de baixar duas vezes o valor que já tínhamos acertado ameaçaram que se eu não aceitasse, eles iriam atrás de outro. Deixei eles à vontade”.

Maxi diz que aceitou reduzir a pedida, mas o Vitória sempre voltava com um valor mais baixo. Diante da situação, ele desistiu do acerto e está livre para negociar com outras equipes. O Palmeiras estava interessado no jogador, agora deve procurá-lo novamente.

Quem sabe ele não pinta no seu time? Você gostaria?



Torcedor do GALO MINEIRO com muito orgulho!