“Não me arrependo de ter parado”, diz GSP sobre o UFC

Ex-detentor do cinturão dos meio-médios do UFC, Georges Saint-Pierre resolveu falar sobre a decisão de deixar o principal evento de MMA do mundo. Após uma partida de lacrosse, na qual foi convidado, o lutador concedeu uma entrevista ao Otawa Sun.

Além de deixar claro de que não se arrepende de ter parado, o canadense  contou como está sua vida, disse que tem planos para 2014, mas não pôde revelá-los  para a imprensa local.

– Estou de folga. Consegui passar o natal e o ano novo com a minha família, algo que não fazia há muito tempo. Foi perfeito e divertido, a primeira vez que me senti bem em muito tempo. Nunca tinha ficado totalmente livre com eles por um bom tempo. Estou feliz e não me arrependo de ter parado. Tenho alguns projetos para 2014, mas não posso falar quais são ainda.

Apesar de ter deixado os octógonos, GSP ainda fez questão de dizer que segue em forma. Ao falar sobre o motivo da decisão de parar, o canadense relatou que sofria muita pressão, e que aconteceram coisas que não o agradaram.

– Estou completamente em forma ainda, a mudança foi apenas mental. Perdi a diversão em fazer o que eu fazia. Comecei a praticar artes marciais e isso sempre foi minha paixão. Então virou só emprego e veio muita pressão. Aí tem muitas críticas, muita política do esporte. Coisas aconteceram e as pessoas não sabem. Tentei fazer as coisas mudarem, mas elas não mudaram como eu queria.

Conhecido também por “Rush”, Saint-Pierre tem um cartel invejável no MMA. Em 27 combater, ele tem 25 vitórias e duas derrotas. O último revés do canadense ocorreu em 2007, quando foi derrotado por Matt Serra, no UFC 69.



Paulistano e apaixonado por esportes