Felipão manda recado a Kaká: Não confio em jogador bonzinho

Kaká

Kaká está ‘comendo’ a bola novamente. De volta ao Milan, reencontrou a boa forma física e tem se destacado nos jogos da equipe, muitas vezes como capitão do time. Conseguiu liderar o Milan ao lado de Robinho e Balotelli e levou o time para a fase de mata-mata da Liga dos Campeões, no segundo lugar do grupo do Barcelona.

Mas Felipão parece não acreditar muito no jogador. Prova disso foi dada pelo técnico ontem, durante uma palestra no Rio de Janeiro.

Scolari estava falando sobre jogadores confiáveis, e explicou por que prefere os jogadores malandros (exatamente o contrário do que é o Kaká):

“Jogador malandro tem e muita chance comigo. Eu também gosto de capirinha, de samba. Os jogadores que são malandros, espertos, vividos, que dão uma volta em você de vez em quando, são bons porque fecham contigo. Já os que tem cara de santinho, calma, não são assim.”

Ih, Kaká. Ficou difícil, hein.

Felipão também contou uma história interessante sobre a Copa de 2002. Ele disse que recorreu à psicóloga Regina Brandão quando seu capitão, Emerson, se machucou e foi cortado do Mundial. Foi ela quem ‘escolheu’ o novo capitão. Cafu acabou levantando a taça do pentacampeonato mundial:

“Quando o Emerson se lesionou, eu perguntei pra Regina: o que eu faço? Ela disse que dentro do espírito do grupo eu deveria nomear alguns capitães dentro da equipe. E foi o que fiz”

“Escolhi o Cafu por ser um líder natural, o Roberto Carlos pela boca grande, o Roque Junior porque é educado e fino, o Ronaldo pela qualidade técnica e o Rivaldo porque não falava nada”

Como assim, Felipão, “o Rivaldo porque não falava nada?”

Enfim, acho que o Kaka precisa cuidar melhor de sua imagem dentro da seleção brasileira. Até porque na mesma palestra Felipão elogiou muito o meia William, ex-Corinthians e hoje no Chelsea, que disputa posição com o meia do Milan.

E você, acha que Kaka merece estar na seleção que disputará a Copa no Brasil?



Redação do Torcedores.com