Homenagem póstuma: Paul Walker “recebe” faixa preta de jiu-jitsu

Falecido no dia 30 de novembro, Paul Walker, ator protagonista da série “Velozes e Furiosos”, recebeu uma homenagem póstuma de um brasileiro.

Ricardo Miller, também conhecido como “Franjinha”, treinava o jiu-jitsu do norte-americano. Como já estava na faixa marrom da arte marcial, Walker “recebeu” a faixa preta do treinador da Paragon Brazilian Jiu-Jitsu.

Ao falar sobre o ator em entrevista, “Franjinha” explicou que o vínculo com o astro do cinema não era apenas de aluno e professor.

– Nosso vínculo foi além de uma relação entre aluno e professor. Nós nos tornamos grandes amigos. Ele me levou para as filmagens de ‘A Morte e a Vida de Bobby Z’, e eu o levei a Los Angeles para ver o UFC.

Durante o bate-papo, o técnico nascido no Brasil ainda fez uma revelação que poucos sabiam. Segundo Ricardo Miller, Walker não queria ficar conhecida apenas pela velocidade, mas também pelo jiu-jitsu.

– Paul sempre me dizia que não queria ser conhecido apenas por carros velozes. Ele queria ser conhecido por carros velozes e jiu-jítsu. Ele queria ser um embaixador de jiu-jítsu. Seu sonho era finalizar uma luta com um estrangulamento arco e flecha.

Assista a um vídeo de Paul Walker em ação no meio deste ano:



Paulistano e apaixonado por esportes