Dynamo Krasnodar vence o Praia Clube e conquista o Top Volley

Praia Clube fica com vice-campeonato na estreia da equipe em competições internacionais (Foto: Top Volley/Divulgação)
Praia Clube fica com vice-campeonato na estreia da equipe em competições internacionais (Foto: Top Volley/Divulgação)

No primeiro torneio internacional do Praia Clube representando o Brasil, as mineiras voltam para casa com o vice-campeonato. Depois de derrotar Cannes (FRA), Team Suisse (SUI) e Volero (SUI), a equipe brasileira enfrentou na noite deste domingo, em Basileia, o Dynamo Krasnodar (RUS). Com boa atuação das atacantes Calderon e Sokolova, as brasileiras perderam por 3 sets a 1, com parciais de 19/25, 17/25, 25/17 e 19/25. Como ponto positivo, o destaque individual da levantadora Juliana Carrijo, eleita a melhor jogadora da competição.

As brasileiras começaram bem, abriram quatro pontos em decorrência do bom bloqueio, mas logo o Krasnodar impôs seu jogo. Se no início do duelo o Praia conseguiu ter vantagem, na metade dele, as russas abriram três pontos. Depois disso, as europeias cresceram, e por mais que as praianas tentassem diminuir a diferença no placar, a marcação russa na bola de china e nas pontas foi bem executada. Fim do set, vitória para o Krasnodar, com boa atuação da cubana Calderon, por 25 a 19.

Praia Clube Top Volley 2013 (Foto: Top Volley/Divulgação)Praia Clube fica com vice-campeonato na estreia da equipe em competições internacionais
(Foto: Top Volley/Divulgação)

A novidade no segundo set não esteve relacionada a substituição ou alteração tática: pela primeira vez, a atacante cubana do Krasnodar foi parada pelo bloqueio triplo praiano, formado por Mayhara, Nati e Monique. Na parcial anterior, a atacante não havia tido dificuldades em colocar a bola no chão do lado brasileiro. Apesar disso, as praianas, mesmo diminuindo o ímpeto de Calderon, não conseguiram parar a ponteira Sokolova. Na metade do set, Herrera entrou no lugar de Michelle no time mineiro. Com a mudança, a equipe perdeu qualidade no passe, porém, ganhou potência no ataque. Mesmo assim, o domínio russo era nítido. A oposta Mari e a levantadora Camila Torquette também entraram no jogo, mas as brasileiras não conseguiram fazer um set equilibrado e perderam por 25 a 17.

Era tudo ou nada para o Praia no terceiro set. Do time que iniciou o jogo, Spencer Lee sacou as gêmeas Michelle e Monique e a central Nati para promover a entrada de Herrera, Mari e Letícia Hage, respectivamente. No início do set, o jogo foi igual e nenhum clube conseguiu obter vantagem. Na metade da parcial, o time mineiro abriu três pontos, porém, a quantidade de erros não forçados atrapalhou as brasileiras em ter uma vantagem maior. No fim, os erros acabaram e os bons saques de Mari e a força de Herrera no ataque conduziram o grupo à vitória no set por 25 a 17.

Em time que está ganhando não se mexe. Seguindo a premissa, o técnico do Praia manteve a equipe que venceu o set anterior. Com Letícia Hage sendo muito acionada pela levantadora Juliana Carrijo, eleita a melhor jogadora do torneio, as brasileiras disputaram ponto a ponto no início da etapa. Aos poucos, o domínio russo voltou a reinar no jogo. O Dynamo abriu oito pontos e a única forma de o Praia encostar no placar era apostando em um saque perfeito, o que não aconteceu. O título do Torneio Internacional Top Volley ficou na Europa, após nova vitória russa por 25 a 19 para fechar a partida em 3 a 1.
A cubana Rosir Calderon Diaz foi eleita melhor jogadora da competição na Suíça. Já a levantadora brasileira Juliana Carrijo, do Praia Clube, ficou com o troféu de melhor levantadora do Top Volley.

O terceiro lugar ficou com o Cannes, que superou Volero Zürich por 3 a 2 (23/25, 25/23, 28/26, 23/25 e 15/4).
*Com informações do Globoesporte.com



Colaborador especial do futebol mineiro no Torcedores.com.