Anderson Silva diz que deve se aposentar após a luta contra Weidman

Aos 38 anos e já com parte da barba branca, Anderson Silva falou em entrevista ao repórter Ariel Helwani, do UFC e do site americano MMA Fighting, que é grande a chance de ele se aposentar depois da luta contra Weidman, na madrugada deste sábado.

“A gente está sempre perto de parar. É grande, grande chance de eu me aposentar depois da luta deste sábado.”

A notícia cai como uma bomba no mundo do MMA, que já perdeu o canadense Georges St. Pierre neste ano.

O repórter ainda perguntou para o ex-campeão dos médios do UFC o que ele achava sobre a aposentadoria de St. Pierre. Será que Anderson está esperando pegar o cinturão de volta para deixar as lutas, assim como fez o canadense?

Spider respondeu que “cada um tem que decidir o que é melhor para si. Ele achou o melhor momento para ele e parou.”

Extremamente monossilábico nas respostas, visivelmente de saco cheio de tanto dar entrevistas, Anderson falou ainda que não sentiu falta de ser campeão. Disse que não está nervoso para a revanche e que quer terminar a luta logo, com um nocaute.

Enfim, o que mais chamou a atenção mesmo foi a notícia da aposentadoria. Acho que o caminho dele será mesmo esse, ainda mais em caso de derrota. Deve ficar livre para disputar lutas de boxe, por exemplo, ganhando mais dinheiro.

Só que o MMA perde demais sem dois grandes campeões dos últimos tempos. St. Pierre e Anderson foram dois gênios do esporte e levaram o MMA para seus países. Foram os grandes heróis de Brasil e Canadá. Lotaram estádios, venderam milhares de pacotes de pay-per-view e ficaram milionários.

Entendo que não aguentem mais essa vida de treinos e lutas. Deve ser realmente desgastante ser campeão.

Mas fico triste de saber que não veremos mais esses dois no octógono. Foi bom enquanto durou.

E você, o que acha da aposentadoria do Anderson? Gostaria de ver uma possível segunda luta contra Belfort? Ou com Jon Jones?

 



Torcedor do GALO MINEIRO com muito orgulho!