Tite descarta pedir demissão: “Não sou covarde”. Conheça a crise

Tite

Rodrigo Coca/Agencia Corinthians

Depois de toda a pressão de quinta-feira, quando Tite esteve perto da demissão, o técnico assumiu o mau momento dele e do Corinthians dentro da temporada. Porém, o comandante não quer nem falar em pedir demissão.

“Nesse momento e até o fim do campeonato, pedir demissão é coisa de covarde, e isso eu não sou. Só saio com o peso de todos os títulos que conquistamos e também com o da 13ª colocação, que é o que temos agora”, afirmou durante entrevista coletiva em Itu (interior de São Paulo).

Tite tem crédito com os jogadores corintianos devido ao apoio nos momentos difíceis, além de ter sido o treinador na conquista da Libertadores e do Mundial de 2012.

Porém, nesta temporada, o técnico tem enfrentado alguns problemas. Veja alguns motivos da crise que motivaram o “balanço” de Tite.



Queria ser atleta, não rolou, então virei palpiteira!