Relembre os brasileiros que decidiram a Recopa Sul-Americana

Corinthians e São Paulo começam a decidir na próxima quarta-feira (3) a edição 2013 da Recopa Sul-Americana. Disputada entre os campeões da Libertadores e da Copa Sul-Americana, a competição teve início em 1989 e mudou várias vezes de formato desde então.

Nas primeiras edições, quando a Copa Sul-Americana ainda não existia, o campeão da Libertadores enfrentava o vencedor da Supercopa dos Campeões da Libertadores, competição organizada pela Conmebol para reunir os principais times da América do Sul no segundo semestre e disputada até 1997. Com o fim deste torneio, a Recopa deixou de ser disputada entre 1999 e 2002.

O retorno veio com o início da Copa Sul-Americana. Ao todo, já foram disputadas 19 edições da Recopa, com oito títulos de clubes brasileiros e seis vices. Na maioria das vezes, a competição teve o formato atual, com uma partida na casa de cada uma das equipes, mas em 1992 e entre 1994 e 1997, por força da Toyota, o torneio teve confronto único no Japão. Outras edições  também tiveram apenas um jogo, mas nos Estados Unidos.

Outro fato curioso sobre o torneio é a mudança de regulamento feita em 1994. Para não perder a oportunidade de faturar a grana de uma partida no Japão, a Conmebol resolveu chamar o Botafogo, campeão da Copa Conmebol de 1993 para a disputa. Tudo porque o São Paulo conquistou a Libertadores e a Supercopa no ano anterior, o que o faria campeão de forma antecipada da Recopa, como fez o Olímpia em 1991. O Tricolor não se abalou e venceu o Fogão, faturando o bicampeonato da competição.

Relembre nas páginas a seguir as decisões que envolveram brasileiros na Recopa e comece a preparar a torcida por Timão ou Tricolor.



Redação do Torcedores.com