Brasil e Itália se garantem na semi da Copa das Confederações

Deu a lógica no grupo A da Copa das Confederações 2013. Com uma rodada de antecedência, os campeões mundiais Brasil e Itália garantiram suas vagas para a semifinal da competição e deixaram os azarões México e Japão para trás. Mas as situações das equipes já classificadas são bem distintas.

Enquanto o Brasil encantou sua torcida nas duas partidas disputadas até agora, vitórias por 3 a 0 sobre o Japão e 2 a 0 sobre o México, a Itália teve muito mais dificuldades para bater os mesmos adversários. Contra o México, no Maracanã, sofreu para vencer por 2 a 1. Já diante do Japão, precisou virar a partida após estar perdendo por 2 a 0, mas não sem antes tomar um gol de empate que deixou o placar em 3 a 3, antes do tento que selou a classificação italiana.

No próximo sábado (22), na Arena Fonte Nova, Brasil e Itália vão decidir a primeira colocação do grupo, com a seleção de Luiz Felipe Scolari jogando pelo empate. O time brasileiro está há três partidas sem levar gols, um feito considerável para uma equipe que despenca no ranking da Fifa e entrou em campo na Copa das Confederações sob desconfiança geral.

A decisão do primeiro lugar é, antes de mais nada, uma questão de garantir um pouco mais de sobrevivência. As chances de classificação para a final serão muito maiores para quem enfrentar na semi o segundo colocado do grupo B, que deve ficar entre Uruguai e Nigéria. Assim, ao perdedor do duelo de sábado, deve restar o caminho mais difícil: enfrentar a Espanha, campeã do mundo e da Europa.

O último confronto da primeira fase poderia servir para relaxamento de duas equipes já classificadas e dispostas a poupar seus jogadores para a fase seguinte, além do cansaço das viagens pelo Brasil. Mas enfrentar a Espanha antes da final não é exatamente o sonho de nenhum treinador atualmente.



Redação do Torcedores.com